Grande Loja Maçônica do Estado – MT.’.

O Grão-Mestre Adjunto da Grande Loja Maçônica do Estado do Mato Grosso Esclarece Negociações com a Unimed Cuiabá

As negociações ocorridas entre a Grande Loja Maçônica do Estado de Mato Grosso (GLEMT) e a Unimed Cuiabá, a partir de outubro do ano passado, tiveram o primeiro desfecho em janeiro de 2009, com alterações de valores e outras situações que não satisfizeram a GLEMT, sendo apenas parte inicial das negociações para manutenção desse contrato que é útil para toda a família maçônica.

Posterior a isso, segundo o Grão-Mestre Adjunto, Irmão Marcos José da Silva, a comissão responsável desencadeou na Unimed outro tipo de negociação, envolvendo a manutenção de vários benefícios, dentre eles a permanência das cunhadas e sobrinhos no plano, mesmo após o passamento dos Irmãos, repactuação de valores e a possibilidade de migração do Plano Plus para o Plano Coparticipação.

Na migração do Plano Plus para o Coparticipação, o Irmão que assim o desejar terá um ganho na questão financeira, porque o Coparticipação oferece uma vantagem financeira um pouco melhor sem nenhum tipo de prejuízo na cobertura do plano, explica o Irmão Marcos José da Silva. O Plus e o Coparticipação possuem coberturas idênticas. Nessa migração de um plano para outro não se estabelece nenhum tipo de carência. Estão preservados todos os direitos do segurado. O que existe é a pepactuação de valores para baixo.

O Grão-Mestre Adjunto observa que cada Irmão tem o seu interesse, a sua questão peculiar, cabendo-lhe analisar aquilo que lhe aufere melhor vantagem. Em linha geral, o Plano Coparticipação, por manter a mesma cobertura do Plus e ter a vantagem por ser mais barato, seria o ideal, respeitando, porém, o interesse de cada beneficiário.
(Outras informações estão disponíveis no site da GLEMT)

Grandes Lojas Vão Unificar os Rituais

O Grande Secretário de Cultura da Grande Loja Maçônica do Estado de Mato Grosso (GLEMT), Irmão Jorge Fernandes de Araújo, presidente da Comissão de Revisão Ritualística da Grande Loja Maçônica do Estado de Mato Grosso, esteve em Goiânia e Brasília nos dias 29, 30 de maio e 1º de junho, representando a GLEMT no grupo de trabalho que está fazendo as adequações do Ritual de 1928, e que passará a ser unificado em toda a Região Centro-Oeste.

O Irmão Jorge Fernandes lembra que a revisão Ritualística já vinha sendo feita pela GLEMT, por uma comissão instituída pelo Grão-Mestre, Irmão José Carlos de Almeida. Com a decisão das Grandes Lojas do Centro-Oeste em unificar os Rituais na região, o trabalho passou a ser feito em conjunto. Foi criada uma comissão interestadual com representantes das quatro Grandes Lojas Maçônicas da Região Centro-Oeste: Grande Loja Maçônica do Distrito Federal, Grande Loja Maçônica do Estado de Goiás, Grande Loja Maçônica do Estado de Mato Grosso do Sul e Grande Loja Maçônica do Estado de Mato Grosso.

Segundo o Irmão Jorge Fernandes, a proposta foi aguardada com muita expectativa no meio maçônico, principalmente na Região Centro-Oeste do Brasil. A comissão interestadual reuniu-se durante a XXXVIII Assembleia Geral da Confederação da Maçonaria Simbólica do Brasil (XXXVIII CMSB), que aconteceu de 11 a 16 de julho, em Goiânia, para o fechamento dos trabalhos da revisão Ritualística realizada pela comissão interestadual.

Com a unificação dos Rituais pelas Grandes Lojas, a Região Centro-Oeste será piloto em todo o país, disse o Irmão Jorge Fernandes de Araújo.

Jubileu de Pérola da Loja Filhos de Hiram

A Loja Simbólica Filhos de Hiram nº 12 comemorou 30 anos de fundação, com a participação maciça dos Irmãos do seu quadro, fundadores e ex-Veneráveis, além de Irmãos de outras Lojas. As comemorações foram divididas em dois grandes eventos: o primeiro foi no dia 19 de maio, com a Sessão Magna de Aniversário, no qual foram homenageados os fundadores e vários irmãos; o segundo foi no dia 23 de maio, com grande baile comemorativo, animado pela Banda Gerasom, nas dependências do Alphaville Buffet em Cuiabá.

A Sessão Magna de Aniversário contou com a presença do Grão-Mestre da Grande Loja Maçônica do Estado de Mato Grosso, Irmão José Carlos de Almeida e membros do Grão-Mestrado. Na oportunidade, a Loja homenageou os fundadores, os ex-Veneráveis Mestres e Irmãos do quadro. Foi uma bela sessão, com muita emoção e pronunciamentos dos Irmãos do quadro e dos visitantes, numa verdadeira lição de fraternidade maçônica. O primeiro Venerável Mestre da Loja Simbólica Filhos de Hiram nº 12, Irmão Paulo Borges, disse sentir-se gratificado pelo fato de ter sido escolhido pelos Irmãos, na época de sua fundação, para ser o primeiro Venerável Mestre. “Graças a Deus ela germinou e está criando raízes”, afirmou.

O Irmão Paulo Borges teve a oportunidade de exercer o cargo de Venerável Mestre por mais duas vezes, consolidando o seu trabalho na sua Oficina. “Tenho a satisfação redobrada, pois meu filho, Paulo Borges Júnior, que também é meu Irmão, foi iniciado nesta Loja, que é tudo para nós. Quero cumprimentar o atual Venerável Mestre, Afonso Oliveira, que é filho de um dos maiores amigos que eu tive, e que hoje tem a honra de presidir nossa Loja em seu Jubileu de Pérola”, destacou o Irmão Paulo Borges.

O atual Venerável Mestre, Irmão Afonso Henrique de Oliveira, disse ser uma imensa responsabilidade comandar uma Loja com 30 anos, que foi dirigida por Maçons como Paulo Borges, Alfredo Gattas, Edu de Oliveira, José Carlos de Melo e por pessoas que construíram e fizeram da Filhos de Hiram uma grande Oficina. “É com muita honra e muito prazer que hoje sou Venerável nas comemorações do Jubileu de Pérola, em que estamos procurando fazer um trabalho voltado para o engrandecimento da Maçonaria”, afirmou o Irmão Afonso. Um dos homenageados foi o pai do atual Venerável, o saudoso Edu de Oliveira, que foi Venerável por duas vezes, inclusive, comandando as comemorações dos 20 anos da Loja Filhos de Hiram.

O Irmão Antônio Hans, um dos fundadores da Loja, fundador e primeiro Grão-Mestre da GLEMT, parabenizou os Irmãos fundadores que não mediram esforços para promover o crescimento da Maçonaria, aglutinando-se em torno da fundação da Filhos de Hiram. Ele destaca a trajetória vitoriosa da Loja, que tem um belo Templo maçônico e um quadro de Obreiros compromissados com o crescimento da arte real.

O Grão-Mestre da GLEMT, Irmão José Carlos de Almeida, atribui a trajetória vitoriosa da Loja Filhos de Hiram à união de seus Obreiros em todos os ideais maiores da nobre instituição que é a Maçonaria. Ele destacou o trabalho da Loja, citando a manutenção das entidades para-maçônicas como Lowtons, Betéis e DeMolays como uma das maiores obras, às quais rendeu total homenagem. O Sereníssimo parabenizou todos os Irmãos da Loja, seus fundadores, Veneráveis Mestres, bem como as Cunhadas e Sobrinhos pelo Jubileu de Pérola. Ele agradeceu o apoio que tem recebido “desta querida Oficina, com seus valorosos Obreiros da paz, uma das mais importantes estrelas de nossa constelação de Lojas”.

Autor

Textos e Fotos Extraídos do Informativo A Palavra (GLEMT)
Enviado Pelo Ir.’. Euclides Alves da Graça
Obr.’. da Grande Loja do Estado de Mato Grosso • MT
(Consultor de Marketing da Editora Domínio)

  • jonas cesar albano

    sou estudante da fisolosofia maconica ,eadimiro esa sociedade eu ainda nao fui iniciado ,,mas meu coracao e de um altentico e verdadeiros maçon pois infilismente ainda nao inicializei nos algustos misterios d’a maçonaria universal no mundo meus sinceros parabens a todos vcs abraços e receba minhas saudacoes maçonicas de um estudante amigo de jatai go jonas cesar albano .’.

Editora Domínio

(11) 2099-9299 - Rua Dr. Zuquim, 576 - 02035-020 - Santana - São Paulo - SP