Palavra Sagrada

A Palavra Sagrada significa ”Força, Apoio e Moral”, ela é representada pelo nome do personagem bíblico BOAZ do Livro de Rute. Para conseguirmos entender realmente o significado dessa palavra, precisamos saber quem foi BOAZ e por que seu nome foi usado na Palavra Sagrada. Resumo do Livro de Rute.

O Livro de Rute conta a História de Família de Elimelec, que deixa a terra de Judá para morar em Moab, a história se passa no tempos dos juízes, em que as leis da sociedade eram regidas pelos mais velhos.

Logo no começo, Elimelec e seus dois filhos (Queelion e Maalon) morrem em Moab, deixando viúvas Noemi (sua esposa) e suas duas noras Órfa e Rute.

Noemi decide voltar para a terra natal e discute com suas noras a mudança para Belém. Ela explica que as noras devem ficar em Moab por duas razões: Noemi fala que está velha para se casar e que está impossibilitada de ter um novo filho, Rute e Órfa não poderiam esperar tanto. Por isso as aconselha a ficar em Moab e voltar para suas famílias e seus deuses.

Órfa se despede de Noemi e permanesce em Moab, porém Rute se apega a Noemi quando ela a aconselha, Rute responde:
“Aonde quer que tu fores, irei eu. Aonde quer que pousares a noite, ali pousarei eu. O teu povo é o meu povo e o teu Deus é o meu Deus. Aonde quer que morreres, morrerei eu e ali serei sepultada. Faça-me assim o senhor e outro tanto, se não outra coisa que não seja a morte se me separar de ti.”

Noemi considera suas palavras e seguem Noemi e Rute para Belém.

Quando chegam a Belém, Noemi muda seu nome para Mara e Rute tem que trabalhar para sustentar a si mesma e sogra, na história Rute e Noemi são muito pobres e Rute acaba indo trabalhar num campo, pois naquela época era legal o trabalho no campo de outra pessoa. Rute trabalha pegando do chão as sobras da colheita, espigas, frutas e grãos. De alguma maneira o charme e a dedicação de Rute com o trabalho chamaram a atenção do senhor das terras, seu nome era Boaz, um homem dedicado que apesar de sua vida financeira folgada em Belém acompanhara a colheita pessoalmente nos campos de trigo, trabalho e responsabilidade eram evidentes em Boaz. Boaz conversa com Rute e se surpreende com a atitude de ela não ter abandonado sua sogra e por causa disso oferece um lugar entre suas mulheres para pegar os grãos caídos no chão, diz para seus homens também terem cuidado com Rute.

No final do dia, Rute possui 15 quilos de grãos, e quando volta para casa, reporta o que aconteceu para Noemi, que espantada com a quantidade de grãos entende que Deus recompensou Rute e aconselha a moça a se aproximar de Boaz, pois ele casualmente é um parente de Elimelec e tem poder para resgatá-la.

No outro dia, Rute cumpre as recomendações de Noemi e quando o dia termina, Rute vai até Boaz e deita-se sob seus pés, Boaz, que acorda durante a noite, conversa com Rute que explica para ele, que ele tem o poder para resgatá-las e Boaz enxerga na atitude de Rute bondade e honra, pois ela pensou em fazer o certo e o escolheu ao invés de preferir um homem mais novo pobre ou rico.

Boaz promete a Rute que ele irá resgatá-la e a manda de volta para sua sogra com seis medidas de cevada.

Rute volta durante a madrugada para Noemi que diz para Rute não se preocupar, pois Boaz não descansará enquanto não concluir vosso resgate.

No outro dia, Boaz convocou dez homens mais velhos para servirem de testemunha e foi até o outro parente de Elimelec, parente mais próximo que possui direito sobre o resgate, perguntou-lhe se queria resgatar a terra de Elimelec, que num primeiro momento disse que sim, porém quando soube que teria que se casar com Rute, ficou preocupado com a herança de seus filhos. Boaz publicamente fechou o acordo com o outro parente na frente das dez testemunhas e reivindicou o direito de resgate de Rute e Noemi.

Boaz tomou Rute como sua Esposa e concedeu a ela um filho, chamado Obed e Noemi se tornou sua ama, após seu nascimento. E as mulheres disseram a Noemi que seu nome seria afamado em Israel, pois Deus iluminou seu caminho com Rute, que era melhor do que 7 filhos, dando pois além de ter sido resgatada deu à luz ao menino. Obed é pai de Jessé, que pai de Davi, que é descendente de Salomão por consequência de Jesus Cristo.

Relações entre o Livro de Rute e a Palavra Sagrada.

Significado dos nomes:

  • Elimelec – meu Deus é Rei
  • Queelion – fragilidade
  • Maalon – doença
  • Órfa – costas, nuca
  • Mara – amarga
  • Noemi – minha alegria, meu prazer (Moral)
  • Rute – companheira, amiga (Apoio)
  • Boaz – força e pela força (Força)
  • Obed – servo

A princípio, parece que o livro não diz nada sobre as virtudes de Boaz. Contudo, se atentarmos para o fato de que Boaz possui uma vida financeira estável e mesmo assim saía de seu conforto para acompanhar a colheita nos campos de cevada, conseguimos compreender como ele levava sua vida.

A sua Força de Vontade era imensa, ele não deixava as coisas andarem por si mesmas, ele fazia questão de liderar sua vida. Também tratava seus servos com humildade, monstrando-se sempre disposto a amparar e ajudar aqueles necessitados (como Rute) dando o máximo de apoio que conseguia, além disso, possui disciplina e retidão em suas ações, pois Boaz, mesmo com Rute deitada sobre seus pés, tomou a atitude correta pelas leis da sociedade que vivia, ao reivindicá-la em público, depois de fechar um acordo com o parente mais próximo de Elimelec. Boaz por meio da crença de um Deus maior (G.’.A.’.D.’.U.’.) agiu corretamente, pois em sua fé depositava sua maior força e através dela o universo conspirava a seu favor.

A Palavra Sagrada Boaz representa essa mesma fé, pois a principal Força Moral da Maçonaria reside na crença do G.’.A.’.D.’.U.’..

Dentro do Livro além de Boaz, também temos outros exemplos de como a Força, o Apoio e a Moral transformaram a vida das pessoas.

Rute nos momentos mais difíceis não abandonou sua sogra Noemi e sempre estava prontamente disposta a seguir seus conselhos. Boaz, por sua vez, recenheceu sua atitude e a ajudou em troca. O Apoio de Rute foi crucial para que Noemi tivesse sua vida e seu nome restaurados. O Livro conta que Noemi ficou conhecida em Israel e que ter Rute, como Nora era melhor que ter 7 filhos. Além disso, Rute através de Boaz e da sua dedicação a ajudar Noemi, conseguiu quebrar alguns paradigmas sociais, pois viviam numa sociedade onde as mulheres eram consideradas apenas servas sem utilidade e Noemi, velha e viúva, jamais conseguiria sozinha chegar aonde chegou. A Lealdade entre Rute e Noemi trouxe a elas a graça e salvação.

Noemi por sua vez não perdeu a esperança e sua fé a manteve no caminho certo para orientar Rute com sábios conselhos que através deles resgataram sua Moral e seu prazer de viver.

Por que o Aprendiz tem essa Palavra?

O Aprendiz representa o início , aquele que segue. Esse é um dos motivos que possui a Coluna BOAZ que representa a Força, pois a Força de Vontade é o elemento principal para quem deseja seguir um Mestre.

Dentro do Grau de Aprendiz temos 3 instrumentos:

  • O Maço (Força).
  • O Cinzel (Discernimento).
  • A Régua de 24 polegadas (Organização).
  • O Emprego desses 3 Instrumentos no dia a dia de nossas vidas molda nossas almas e nos aproxima da perfeição.

Assim como Boaz, o Aprendiz tem que ter a Força para Seguir, no caso de Boaz, de acordo com sua fé no G.’.A.’.D.’.U.’. Discernimento para julgar o certo do errado e praticar a Arte Suprema do Pensamento, pois a Reflexão é a vida da alma e somente por meio dela, somos capazes de encontrar a perfeição. Acima disso, o Aprendiz precisa ter disciplina e retidão em suas ações, saber organizar seu tempo para que se torne senhor de sua vida e não deixe, assim como Boaz, as coisas andarem por si mesmas.

Boaz, assim como um Líder deve ser, é o senhor de seu destino social.

O Bem e o Mal estão intimamente ligados, o Mal está em todos os lugares, pois ele é o lado fraco de nossa natureza porém, assim como o Mal, o Bem também está em todos os lugares servindo de base para a existência social que se constrói no dia a dia praticando a Reflexão.

Boaz, no livro de Rute, agiu como um Construtor Social, não só praticando o bem, como reconhecendo as ações de Rute para o bem, as ações de Boaz no livro de Rute são um exemplo para qualquer aprendiz maçon.

Dentro do simbolismo, das provas e revelações misteriosas a que nos submetemos ao ingressar na Maçonaria nos tornando um Aprendiz, nos fez conhecer o que de nós é exigido. Devotamento pela Humanidade, pela Pátria, por nossos semelhantes e por nós mesmos, pois assim abriremos a estrada da perfeição moral e poderemos encontrar o repouso e a felicidade.

Boaz no livro de Rute fez exatamente isso em todas suas ações, por isso encontrou a felicidade ao lado de Rute, Noemi e Obed.

Para que ela serve?

A Palavra Sagrada é parte do Cobrimento do Grau de Aprendiz, ela serve para nos identificarmos como Aprendizes Maçons. Além disso, também é uma forma de mostrar que o Aprediz tem como guia, “Força, Apoio e Moral”, pois seu significado está presente em suas ações.

A Palavra Sagrada leva o nome da Coluna Norte do Templo de Salomão. Quando um Ir.’. dá a palavra segrada a outro, após o toque, ele enfatiza o seu significado, tudo que a Palavra Sagrada representa, em conjunto com o IIr.’. que recebem a palavra sagrada.

Por isso ela serve para nos lembrar, do que realmente temos que ter como guia, Força de Vontade no G.’.A.’.D.’.U.’., para que através de nós mesmos ele trabalhe, Discernimento em nossas Ações, praticando sempre a Arte Real do Pensamento através da Reflexão, que é a vida da alma e Disciplina em organizar nosso tempo, para que nos tornemos senhores de nossos próprios destinos e construtores sociais dessa grande obra que é a Maçonaria.

Autor

Enviado pelo Ir.’. Caio Maselli de Almeida ARLS Livres Pensadores

  • jefferson fischer da rocha

    Essa palestra foi muito legal completou o meu conhecimento.
    Mas ficou uma duvida, é que no rito moderno booz é a palavra de companeiro
    E ao força é preganda no companherismo.
    eu gostaria de saber se acituação é amesma?

  • Eddy Nicolau Montes

    Muito interessante a história do BOAZ e como foi introduzido na Maçonaria. Gostaria de saber se é
    possível adquirir o Livro da Rute. Grato Eddy.

  • Marcos Borges Corrëa da Silva

    Parabéns pela profundidade que atingistes frente a esta analise comparativa.
    Exige além de conhecimento, a centelha de sabedoria, o atmam imanente a todos nós e que do arquétipo do univesro deriva.
    Continue sempre além, inspirndo os iniciados e iniciantes nessa senda da luz universal.
    Marcos Borges

  • Stylocontabilidade

    muitissimo bom esses exemplares, eu já tive oportunidade de ler e recomendo principalmente alem dos aprendizes como também para os mestres maçons.

Editora Domínio

(11) 2099-9299 - Rua Dr. Zuquim, 576 - 02035-020 - Santana - São Paulo - SP