Senhor, me conduza pelas sendas da Luz,

Para que eu tenha o discernimento do certo e do errado,

Para que eu prepare meu espírito para a trilha da justiça,

Que o amor e a compreensão possam prevalecer para que eu não julgue meu irmão e, sim, seus atos…

Coloque no meu coração, através da força de minhas mãos,

A alavanca, o esquadro, o compasso, a trolha, a régua de 24 polegadas, para que possa medir e mediar meus sentimentos

E tomar a medida justa, uma vez que não será perfeita…

Faça de mim um instrumento de entendimento e de união

Para que todos sintam em mim um verdadeiro irmão… E não um simples julgador…

Para que minha voz se cale perante o absurdo de julgar um ser,

Mas que ela possa se transformar em grito de paz, amor e concórdia e justiça!…

Que o prumo não se afaste de minha mão, para que seja reta

A minha decisão…

Que a balança, símbolo da justiça não penda para um só lado

E, sim, permaneça imparcial para pesar com precisão a lei, o direito e a justiça, despindo do coração vaidades, ignorâncias e prepotências, caso ainda perdure qualquer desses vícios,

Nunca esquecendo o amor pregado pelo Juiz dos juízes…

Que minhas paixões e minha vontade façam a diferença, façam mais que isso, tracem novos progressos em nossos corações.

Que lá fora fique inerte o vício da intolerância…

Que o mosaico represente… as asperezas deixadas para trás…

Que o nível e o prumo, façam a perpendicular do perdão

Que a Escada de Jacó, seja um caminho de fé… em busca da verdadeira justiça…

Que não sejam esquecidas a Lei Natural, a Verdade e a Lei Moral.

Julguemos, mas julguemos os fatos posto que eles possam estar Cheios de vícios das pancadas dos caminhos da vida…

Que as colunas que sustentam nossos templos sejam testemunhas incontestes de minha retidão de caráter, de amor e de justiça…

Que brilhe mais forte e radiante a Estrela Flamejante, fonte de luz e de calor irradiando nosso comportamento exemplar,

E de nossas ações… lembrando-nos sempre que a inteligência e a compreensão não divorciem jamais da Razão e da Imaginação…

Que o triunfo advindo da letra “G” seja uma verdade entre nós…

Posto que o “Olho que tudo vê” está presente em todos os lugares, portanto, entre nós, para que melhor possamos utilizar espiritualmente nossos instrumentos de trabalho,

Tanto em Loja como fora dela…

Que saibamos melhor que ninguém trabalhar com o maço, o cinzel, o lápis e tantos outros…

Não esqueçamos jamais que acima de nós existe, sempre existiu e sempre existirá um Princípio Criador, a quem rendemos nossa própria existência…

Que assim seja!…

Deixar resposta

Seu endereço de email não vai ser publicado.