Existem registros de organizações de pedreiros desde tempos imemoriais, inclusive especulações que tenha existido uma no Jardim do Éden, mas associar isso com Maçonaria não passa de fantasia de escritores de ficção bem criativos

Sem fatos e dados documentais não se valida a história do homem, mesmo que essa sempre sofra um pouco da influência do historiador, por mais técnico que seja. Por conta de historiadores, técnicos sérios chegaram até nossos dias informações e fatos, devidamente comprovados, que a ordem maçônica vem se desenvolvendo a partir de grupos profissionais que trabalhavam com a pedra, pedreiros, organizados em entidades semelhantes aos atuais sindicatos.

Esses grupos de trabalhadores da pedra constituíram sociedades fechadas e ligadas à construção de grandes obras em pedra lavrada que existiram na Europa, confrarias de ofícios, depois denominadas comunidades de ofício e por último, corporações de ofício. Temos notícia desse tipo de organização profissional advindo da Inglaterra na idade média, onde era denominada "Gild", traduzido para guilda. Essas se transformaram depois em "company", e posteriormente em "fraternity". Assim como nas atuais agremiações e agrupamentos de profissionais, aqueles compartilhavam os segredos da profissão, à semelhança de todo grupo profissional que tem segredos guardados mediante um linguajar próprio e até esotérico.

Para entrar numa agremiação profissional é necessário obter treinamento, estar devidamente regulamentado e registrado no órgão representativo da classe. Aqueles profissionais da idade média, com o objetivo de manter o segredo dos métodos de trabalho exigiam segredo de todas as técnicas […]

  • Edmilson

    os temprarios eram maçon?

  • João Queiroz da Silva

    Grato pela explanação.

    Sou uma pessoa que gosto muito de estudar e, procuro cada vez mais me aprofundar, não desejo parar no tempo e, sim dar a minha contribuição dentro do meu grau de conhecimento.

    Um T:.F:.A:.