POESIA


Se eu pudesse viver novamente a minha vida;
na próxima, não temeria cometer mais erros.
Não tentaria ser tão perfeito, relaxaria mais.
Seria mais tonto do que fui, e de pronto
tomaria muito poucas coisas com seriedade.
Seria até menos higiênico,
correria mais riscos, viajaria mais,
contemplaria mais entardeceres,
subiria mais montanhas, nadaria mais rios,
iria a mais lugares onde nunca fui,
comeria mais sorvetes e menos coisas amargas,
teria mais problemas reais, e menos imaginários.
Eu fui dessas pessoas que vivi
sensata e prolificamente cada minuto e sua vida,
claro que tive momentos de alegria.
Porém, se pudesse voltar atrás,
trataria de ter somente bons momentos.

Se vocês não sabem, é disso que é feita a vida,
somente de momentos, não percamos tempo.

Eu era desses que não iam a nenhuma parte,
sem um termômetro, uma bolsa de água quente,
um guarda-chuva e uma bengala,
se eu pudesse voltar a viver, viajaria mais leve.
Se eu pudesse voltar a viver, começaria a andar
descalço no início da primavera e seguiria
assim até o final do outono.

Andaria mais pelas ruazinhas,
contemplaria mais amanheceres
e brincaria mais com as crianças,
se eu tivesse outra vida pela frente.
Porém vejam, tenho oitenta e cinco
e sei que estou morrendo.

Deixar resposta

Seu endereço de email não vai ser publicado.