Nesta oportunidade estudaremos os artigos décimo nono e vigésimo de um total de vinte e cinco dos selecionados por Albert Galletin Mackey em 1856, lembrando ao estimado leitor que este seriado iniciou-se no número 18 deste especializado e conceituado periódico.

Décimo Nono Artigo

A crença no Grande Arquiteto do Universo é um dos importantes Landmarks da Ordem. A negação dessa crença é impedimento absoluto e insuperável para a iniciação.

Anotação do Artigo – Décimo Nono

A crença no Ser Supremo do Universo, seja o nome que se queira dar e vida eterna depois da morte do corpo físico, são condições essenciais para a iniciação, além de outros requisitos sociais de honradez, bons costumes, cultivo da moralidade, ética e amor ao próximo.
Qualquer rito que não exija esses requisitos essenciais do candidato não é considerado rito maçônico, fazendo-se necessário que o candidato declare solene e expressamente que realmente acredita no exigido por este Landmark. Aliás, a expressão “Grande Arquiteto do Universo” tem sua fonte na própria Bíblia: Hebreus (Novo Testamento) 11 e 10:”Porque esperava a cidade que tem fundamento, da qual o artífice e construtor é Deus.”
Vê-se, pois, que a Sublime Ordem tem como alicerce a crença no Ser Supremo do Universo que é chamado de “Grande Arquiteto do Universo”, nomenclatura genérica para ser denominador comum de todos os elos com a Divindade, independentemente de religiosidade, embora respeite essas entidades que estão ligadas com esse Ser Supremo de Todos os Mundos, para usar uma linguagem alegórica ou de simbolismo. Também tem como essencial que se acredite na vida espiritual que prossegue após o fim do corpo físico.
Em linguagem maçônica diz-se, “partiu para o Oriente Eterno”, quando ocorre a morte de uma pessoa.

Vigésimo Artigo

Subsidiariamente à essa crença, é exigida a crença de uma vida futura.

Anotação do Vigésimo Artigo

Este Landmark já foi comentado no anterior, ou seja, no décimo nono artigo. Poderia dele fazer parte e realmente o faz, mas preferiu seu criador destacá-lo para outorgar-lhe importância isolada.

Continua no próximo número.

Sobre o Autor

ARLS Fraternidade Judiciária n° 3614 GOB/SP Oriente de São Paulo

Deixar resposta

Seu endereço de email não vai ser publicado.