Meus IIr.’., usando da leitura, eu vou ler uma pequena prancha que escrevi, porque não tenho o dom da palavra, e através da leitura acredito eu que será mais fácil expressar meu verdadeiro sentimento.

Eu pediria aos IIr.’. que prestassem muita atenção, e abrissem seus corações e após a leitura meditassem um pouquinho e depois fizessem um breve julgamento dentro de cada um deles, que poderíamos chamar, “um encontro com Deus, e conosco mesmo”.

SER MAÇOM:

É ser amante da Virtude, da Sabedoria, da Justiça e da Humanidade, sem falsos preconceitos;

É ser amigo dos pobres e desgraçados, dos que sofrem, choram, têm fome e sede de justiça;

É querer a harmonia familiar, a concórdia dos povos e a paz ao gênero humano;

É espargir por onde passa os esplendores divinos da instrução e do conhecimento, educando a inteligência para o bem;

É abrir os braços à humanidade, dentro do sublime preceito: “Amai-vos uns aos outros, formai uma única família e sede todos irmãos”;

É esquecer as ofensas recebidas; ser bondoso, inclusive para com os inimigos; não odiar ninguém; praticar a Virtude; pagar o mal com o bem;

É amar a LUZ e aborrecer as TREVAS; ser amigo da CIÊNCIA e combater a IGNORÂNCIA; render culto à RAZÃO e à SABEDORIA;

É praticar a TOLERÂNCIA e exercitar a CARIDADE sem distinção de raças, crenças ou opiniões;

É lutar contra os falsos PRECONCEITOS, a HIPOCRISIA e o FANATISMO;

É ser um eterno investigador da VERDADE.

Meus IIr.’. , ser maç.’. , é um compromisso muito sério, e como toda atitude séria, depende de uma boa concentração; nossa Oficina não poderia ser diferente, ela depende também de nossos esforços e de nossa união, de nossa lealdade, de empenho, e da capacidade de nos transportarmos do mundo profano, para a espiritualidade maçônica, em busca de luz e energia positiva. Para adentrarmos ao templo, deixamos para trás nossos pensamentos profanos, então damos inicio aqui a mais uma de nossas sessões.

Aqui, farei uma pausa, e usarei uma máquina, para dela tirar um exemplo de sincronismo.

Se a máquina tiver um motor perfeito, e seu dono achar que isto será suficiente para executar um bom trabalho, em pouco tempo ele, (o dono) vai perceber, que algo esta errado.

A máquina depende desde o menor parafuso, até seu magnífico motor, tudo, deverá estar trabalhando em perfeito sincronismo, em qualidade e perfeição.

Mas essa máquina após feita sua manutenção, basta que o operador dê um comando, que ela executará o serviços. Ela não pensa, ela não tem sentimentos. Nem má, e nem bons, ela apenas executa o comando.

Nós somos seres pensantes, temos sentimento, e almejamos um objetivo; e as vezes em busca desses objetivos, muitas vezes egoísta, atropelamos os sentimento, ou até mesmo criamos problemas para, o bom desempenho da nossa Sagrada Ordem.

Portanto:

Ao procurar, a falha de alguém, Devemos ensinar.

Ao julgar, Devemos procurar orientar.

Ao, em vez de ser falso para nosso próprio coração; Devemos ser puros e verdadeiros.

Devemos ter um coração em harmonia com nós, com Deus, e com o próximo.

Devemos Amar e praticar a liberdade, a igualdade, e a fraternidade, não na leitura e nas palavras, mas no coração de cada um de nós. Então meus IIr.’. muito em breve atingiremos nossos objetivo em busca, da luz emanada do G.’.A.’.D.’.U.’.; e só assim teremos nossos sonhos realizado; que é SER MAÇ.’..

Deixar resposta

Seu endereço de email não vai ser publicado.