Na Maçonaria, os landmarks (do inglês , ponto de referência, "marcos"), são definidos como preceitos antigos e inalteráveis. É um conjunto de princípios que não podem ser mudados.

O foco é que a unidade maçônica mundial seja mantida, e inclui por exemplo a obrigatoriedade dos maçons se filiarem a uma Loja e crerem em um ser superior " O Grande Arquiteto do Universo". O 25º landmark sendo o último, dita que nada poderá ser mudado nos landmarks (Nolumus leges Mutari).

Estes princípios podem ser interpretados de várias formas, gerando controvérsias de reconhecimento, mas são cláusulas pétreas, portanto não passíveis de discussão. Alterá-los significa romper a sintonia maçônica mundial.

A […]

Se você já é assinante, faça o seu login, clicando aqui, para ler a matéria completa.