Fraternidade e Solidariedade Maçônica

O Conceito de Fraternidade está intimamente ligado ao conceito de Liberdade e Igualdade. Pois sem essas, a Fraternidade torna-se impossível. O conceito literal dessas ideias é: Liberdade, de maneira positiva, liberdade é a autonomia e a espontaneidade de um sujeito racional. Isto é, ela qualifica e constitui a condição dos comportamentos humanos voluntários.

Igualdade descreve a ausência de diferenças de direitos e deveres entre os membros de uma sociedade: entre gêneros, classes, etnias, orientações sexuais etc.

Fraternidade é um conceito filosófico profundamente ligado às ideias de Liberdade e Igualdade, pois para que cada uma efetivamente se manifeste é preciso que as demais sejam válidas. Ela expressa a ideia de afeto, união, carinho ou parentesco entre irmãos. No primeiro artigo da Declaração Universal dos Direitos do Homem (ONU -10/12/1948) ela afirma que todos os homens nascem livres e iguais em dignidade e direitos. São dotados de razão e de consciência e devem agir uns para com os outros em espírito de Fraternidade.

A Maçonaria é uma Instituição que tem como base a doutrina do Amor e da Fraternidade trazidos pelo Divino Mestre.

A busca da fraternidade tem sido ponto essencial de todas as escolas filosóficas religiosas. Sua origem provém de vários caminhos;

No Bramanismo no livro Mahabharata, 5,1517, encontramos a máxima: “Esta é a súmula do dever: Não faças nada a outrem que te causaria dor se fosse feito a ti.”

Também no Budismo, em Udanavarga 5,18, encontraremos a busca da fraternidade nas palavras: “Não ofendas os outros por formas que julgarias ofensivas a ti mesmo.”

Voltaremos a encontrar semelhante conselho no livro Analecto, 15,23, do Confucionismo: “Existe máxima pela qual devemos reger-nos durante toda nossa vida? Sem dúvida, é a máxima da bondade e do amor: Não faças aos outros o que não quererias que eles fizessem a ti”.

Encontraremos no Taoísmo outra sentença com força de lei moral: “considera o ganho do próximo como teu próprio ganho e a perda do próximo como tua própria perda.”

No livro Sunan, do Islamismo, encontraremos o ensinamento da Fraternidade: “Nenhum de vós será crente, enquanto não desejar para seu irmão o que deseja para si mesmo.”

No Talmude, Sabbat 31a, o Judaísmo nos ensina: “O que é odioso para ti não o faças ao teu próximo. Essa é toda a Lei; todo o resto é comentário.”

No Cristianismo, temos várias referências, mas entre elas temos a máxima: ‘’Amar a Deus, sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo.’’

Na Maçônica a Fraternidade consiste em sua essência em educarmo-nos, instruirmo-nos, corrigindo nossos defeitos, sendo tolerantes para com as crenças de cada um. Nossa Fraternidade nos ensina a dar e não a pedir, sem justa necessidade.

A Fraternidade Maçônica é fortalecida por meio dos atos de Solidariedade justos e honestos, praticados entre os Irmãos. O Conceito de Solidariedade é:

Solidariedade é a condição do grupo que resulta da comunhão de atitudes e de sentimentos, de modo a constituir o grupo em apreço uma unidade sólida, capaz de resistir às forças exteriores e mesmo de tornar-se ainda mais firme em face de oposição vinda de fora.

Essa Solidariedade muitas vezes é confundida por profanos com uma proteção incondicional que os maçons devem uns aos outros.

Devemos lembrar sempre de guiar nossas atitudes por uma Sã Moral, baseada na Tolerância, no Amor Fraternal e no Respeito a Si mesmo. Pois somente através dela combateremos a ignorância, que é a mãe de todos os vícios!

Uma pessoa ignorante é grosseira, irascível e perigosa, pois em sua conduta, intensifica as trevas e afasta as luzes em sua volta, permanecendo em constante combate contra a verdade. Pervertendo muitas vezes sua razão, praticando ações condenáveis.

O laço sagrado que nos fortalece contra a ignorância é a Solidariedade.

A Solidariedade de um maçom deve ser fundamentada no sentimento nobre de Justiça e Honestidade! Aquele que não fere sua consciência.

É essa Solidariedade que fortalece os laços da Fraternidade Maçônica.

Ao iniciarmos na Maçonaria, na Câmara de Reflexões lemos as frases;

“Lembra-te que és pó e ao pó tornarás”;
“Se tens receio de que descubram teus defeitos, não estás bem entre nós”;

“Se és apegado a distinções mundanas, sai; aqui não as conhecemos”…

Essas frases devem lembrar o maçom que é através da interiorização dos ensinamentos, se transformando através do uso correto deles, encontraremos a Sabedoria da Sã Moral, que será o guia de nossas ações.

A Fraternidade Maçônica também é simbolizada no templo:

No Piso Mosaico, aprendemos que apesar da diversidade e do antagonismo de tudo que existe na natureza, a vida existe em perfeita harmonia.

Encontrar essa Harmonia é fundamental para desbastar a pedra bruta. Todos temos defeitos e qualidades, mas somente através da reflexão sobre nosso próprio caráter e ser moral, que encontraremos a verdade e nos livraremos dos preconceitos e vícios do mundo profano, alcançando o aperfeiçoamento moral.

Na Orla Dentada, que mostra o princípio da Lei da Atração Universal, que para a Maçonaria simbolizada no Amor.

Que da mesma forma que os planetas gravitam em torno do Sol, o universo conspira na mais perfeita harmonia para aqueles que possuem atitudes justas e honestas. Não há obra concebida sem um desenho ou um pensamento que a crie.

Quem utiliza bem as palavras e os pensamentos, atrai para si os resultados positivos e almejados desde o princípio.

Da mesma forma pode-se dizer que o indivíduo que fala mal dos outros ou de si acaba prejudicando a si mesmo.

Atrair para si os bons resultados significa simplesmente fazer e pensar o melhor de si e dos outros.

Nas Romãs simbolizam além da multiplicação a união, elas são um da símbolo da amizade, da família maçônica que harmoniosamente é regida pela fraternidade.

Na Cadeia de União, quando concentrados damo-nos as mãos num ato de solidariedade e falamos por três vezes, palavras que refletem um sentimento fraternal indestrutível entre todos os maçons do mundo.

No Tronco de Solidariedade permanece oculto, pois na prática da Solidariedade um maçom, não deve fornecer atos de pretensão ou vaidade, fontes de orgulho para aquele que dá e fontes de humilhação para aquele que recebe. A Solidariedade deve ser com tato e descrição. Pois somente assim ela será justa e honesta e fortalecerá o sentimento de Fraternidade.

Na Corda de 81 nós, seus laços conhecidos também como ‘’Laços de Amor’’ representam a União Solidaria e a Fraternidade maçônica abrangendo a todos os maçons do mundo.

A Solidariedade e a Fraternidade estão intimamente ligadas, pois é através do continuo fluxo dessas duas doutrinas, que cresceremos uns com os outros, para o esplendor de nossa Ordem.

Enviado pelo Ir.’. Caio Maselli de Almeida • A.’.M.’.
A.’.R.’.L.’.S.’.Livres Pensadores 2304 – GOSP/GOB

Editora Domínio

(11) 2099-9299 - Rua Dr. Zuquim, 576 - 02035-020 - Santana - São Paulo - SP