Quando puder olhar além dos rios, das montanhas e do horizonte distante com profundo senso de sua própria pequenez, no vasto complexo das coisas, e ainda ter fé, esperança e coragem.

Quando souber que, no fundo de seu coração, cada homem é tão nobre quanto vil; tão divino quanto diabólico e tão solitário quanto ele mesmo e procurar conhecer, perdoar e amar seus semelhantes.

Quando souber como simpatizar-se com os homens em suas tristezas e até mesmo nos seus pecados, sabendo que cada homem enfrenta uma luta difícil contra múltiplos obstáculos. Quando tiver aprendido a fazer amigos e a conservá-los e, sobretudo, conservar os amigos consigo próprio.

Quando amar as flores, puder ir atrás dos pássaros sem uma espingarda e sentir o encanto de uma velha alegria esquecida, ao ouvir o riso de uma criancinha. Quando puder ser feliz e generoso em meio às vicissitudes significativas da vida. Quando as árvores de copa estrelada e o brilho da luz do sol nas águas correntes conquistarem-no como a lembrança de alguém muito amado e há muito desaparecido.

Quando nenhuma voz de angústia atingir seus ouvidos em vão e mão nenhuma procurar sua ajuda sem resposta. Quando encontrar o bem em cada fé que ajude a qualquer homem reter as coisas mais elevadas e ver os significados majestosos da vida – qualquer possa ser o nome dessa fé.

Quando puder olhar para um charco de beira de estrada e ver algo além da lama e na face do mais abjeto mortal e ver algo além do pecado.

Quando souber como orar, como amar e como manter a esperança. Quando tiver mantido a fé em si mesmo, no seu semelhante, no seu Deus: na sua mão uma espada contra o mal, no seu coração o toque de uma canção – feliz por viver, mas sem medo de morrer!

Em tal homem, seja ele rico ou pobre, erudito ou iletrado, famoso ou obscuro, a Maçonaria cumpriu seu doce ministério! Tal homem descobriu o único segredo real da Maçonaria e o único que ela está tentando doar a todo o mundo.

Trecho retirado do livro ‘ ‘ Um Tesouro de Pensamento Maçônico’’, de Joseph Fort Newton.

Meus Queridos e Estimados Irmãos, Seguindo a linha de raciocínio do texto, a humanidade necessita de pessoas dignas, justas e decididas. Pessoas que não podem ser compradas e nem vendidas, pois devem trazer a honestidade e a pureza de intenções na alma, na mente e no coração.

A grande missão de uma Loja Maçônica, em qualquer tempo e época, é criar tais pessoas, ou seja, Homens Livres e de Bons Costumes, em cujos espíritos prevalecem a justiça, a lealdade e o amor ao próximo.

2 Responses

  1. WILSON LOPES

    Srs. ao ler o artigo “QUANDO UM HOMEM É MAÇOM”, Percebi que a base fundamental é a honestidade e lealdade com amor ao próximo.
    interessante saber o segredo, não é segredo. é simplesmente um estilo de vida.
    parabéns..

    Responder

Deixar resposta

Seu endereço de email não vai ser publicado.